Carros alegóricos, pessoas que desfilam pela rua mascarados com cabeças de animais, com o corpo pintado, roupas em cores brilhantes, danças, música, venda de vinho, cerveja …

Este é o festival mais participativo em toda a Guiné-Bissau, com inicio sempre aos Sábados e término às Terças-feiras, através da exibição de Máscaras Vencedoras e eleição da Rainha do Carnaval do Ano.

O Carnaval é sempre programado pela semana anterior ao início da Quaresma, portanto, varia de ano para ano: pode acontecer em Fevereiro ou em Março.
No início desta página é indicada a semana em que será a cabo a próxima vez.
Ele tem lugar em várias Cidades e Regiões.
A parte principal é o Carnaval de Bissau, é também conhecida tradição do Carnaval dos Bijagós em Bubaque, mas são também coloridos os desfiles do Carnaval da tradição regional Pepel em Quinhamel e daquele da tradição Manjaca em Cacheu.
Dependendo do número de lugares onde você vai querer ver os desfiles, você pode se dedicar ao Carnaval de um mínimo de um até três a quatro dias no máximo.

carnevale figuraEm Bissau a preparação do carnaval começar vários meses antes, o trabalho é afetado, de modo que é mais difícil encontrar escritórios abertos e funcionando em pleno.
Ao contrário, é um certame de banquetes ao longo das estradas principais, com a venda de alimentos, bebidas alcoólicas, mas também um pouco de tudo.

Na semana “oficial” quase toda a população sai às ruas.
Orquestras, grupos de percussão, grupos de dançarinos, grupos de pessoas mascaradas vão começar a desfilar, para intensificar gradualmente do crepúsculo pela noite inteira dentro.
Por isso mesmo, na manhã seguinte à animação, a cidade só acorda a meio do dia, para arrancar de novo com a festividade.

Quando você chegar a Bissau para o Carnaval, sugere-se visitar também a cidade, particularmente Bissau Velho, que é o Centro original da cidade e fica situado atrás do Porto.
É caracterizada por ruas estreitas e sinuosas e casas de estilo mediterrânico.
A mais interessante é a Fortaleza de Amura (toda feita de pedra), onde se encontra o Mausoleu Pai da Nação Guineense, o Herói Revolucionário Amílcar Cabral. Infelizmente a Fortaleza não é acessível ao público, sendo utilizada pelas forças armadas. Mas a vista exterior mantem o seu charme impressionante.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *