O selcionador nacional de futebol, Baciro Candé, divulgou no dia 24, a lista dos jogadores selecionados para o Campeonato Africano das Nações (CAN 2017). A grande novidade é a integração de Abel Camará, Zé Turbo e Tomás Dabó, todos eles jogadores da primeira liga portuguesa.

Na lista divulgada, figuram 26 atletas que vão estagiar em Bissau, mas o número máximo de jogadores para a convocatória final deverá ser 23 elementos. O primeiro grupo de sete jogadores selecionados chegou a Bissau no dia 23. De acordo com o selecionador, nos dias 28 e 29 deste mês, todos os 26 convocados estarão no centro de estágio, em Bissau.

Questionado se os atletas selecionados são os desejados, Baciro Candé considerou que os convocados são os disponíveis de momento.

O técnico Baciro Candé, no seu périplo à Europa para o contacto com os atletas, disse que alguns jogadores mostraram indisponibilidade para integrar à Seleção Nacional.

Sabe-se que Yazalde, do Rio Ave, nasceu e cresceu em Portugal. Nunca pisou o solo guineense, é um dos que diz ainda não à seleção dos djurtus, enquanto Pelé, o médio do Benfica ao serviço do Vitória de Guimarães, nasceu na Guiné-Bissau, mas na fase de infância migrou para Portugal e declinou igualmente a convocatória para o CAN 2017. O Pelé e Yazalde estiveram na pré-convocatória dos 30 atletas.

Sobre a convocação do capitão da seleção, Bocundji Cá, que alegadamente não tem clube neste momento, Candé disse que tal informação não corresponde a verdade. “Eu fui à França para me inteirar dessa situação mas, vi o jogador a jogar na equipa B do Stade Reims”, sublinhou.

O selecionador disse que a convocatória foi feita de forma consertada e consensual entre os membros da equipa técnica e garantiu a existência de união no comando técnico dos djurtus.

Quanto a indisponibilidade financeira por parte do Governo, até a data presente (24 de dezembro), o selecionador disse que a equipa técnica está apenas a fazer o seu trabalho. Advertiu para que cada um faça o que lhe compete.

Eis a lista dos convocados:

Guarda-redes: Jonas Mendes (Salgueiros – Portugal), Papa Fall M`baye (Agua Dulce – Espanha) e Rui Dabó (Cova Piedade – Portugal).

Defesas: Rudi (Lechia Gdansk – Polónia), Juari (Mafra – Portugal), Agostinho (Sporting Covilhã – Portugal), Eridson (Framunde – Portugal), Mamadu Candé (Tondela – Portugal), Emanuel (Ceahlul – Espanha) e Tomás (Arouca – Portugal).

Médios: Nanísio (Felgueiras – Portugal), Zezinho (Levadiacos – Grécia), Bocundji (Stade Reims – França), Tony Brito (Levadiacos – Grécia), Piqueti (Braga B – Portugal), Idrissa Camará (Avelino – Itália), Jean Paul (US Quevily Roun – França), Aldair (Olhanense – Portugal), Santos (Stomsgodset – Noruega), Saná (Académica de Viseu – Portugal) e Sene Dabó (Operário Lagoa – Portugal).

Avançados: Frederic Mendi (Ulsan Hyundai – Correia do Sul), Sami (Akhisar – Turquia), Abel Camará (Belenenses – Portugal), Zé Turbo (Tondela – Portugal) e João Mário (Desp. Chaves – Portugal).

Recorde-se que a Guiné-Bissau integra no grupo A com as seleções de Camarões, Burkina Faso e Gabão. As seleções guineense e gabonesa fazem inauguram no dia 14 de janeiro o CAN 2017. Sorte para os djurtus!!!

Texto e foto: Aliu Baldé