O ministro de Negócios Estrangeiros de Cabo Verde disse que vão evidenciar esforços para instalação, o mais depressa possível, da Embaixada do seu país em Bissau, para melhor dinamização da cooperação entre os dois países.

Luís filipe Tavares, em declarações à imprensa após um encontro com a sua homóloga da Guiné-Bissau, Suzi Barbosa, disse que Cabo Verde e Guiné-Bissau partilham a mesma história e que por isso, é necessário que desenvolvam cada vez mais as suas relações de colaboração.

“Vamos retomar as nossas cooperações após as eleições presidenciais de 24 de Novembro. A Guiné-Bissau tem muito em comum com Cabo Verde, por isso, temos interesse em fazer cooperação mútua nas áreas económica, empresarial, assim como política”, disse o governante cabo-verdiano.

O embaixador cabo-verdiano para a Guiné-Bissau reside em Dacar, no Senegal. Em Bissau a representação diplomática cabo-verdiana é feita por uma Agência Consular.

Luís Filipe Tavares disse que a visita de dois dias que está a efectuar à Guiné-Bissau representa igualmente uma manifestação de solidariedade para com o povo da Guiné-Bissau, uma vez que está a preparar a realização de eleições presidenciais.

O ministro de Negócios Estrangeiros de Cabo-Verde explicou que abordaram com a sua homologa guineense, Suzi Barbosa a situação dos emigrantes guineenses em Cabo Verde.

Por outro lado, o Secretario Executivo da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP) Francisco Ribeiro Teles que igualmente integra a comitiva do governante cabo-verdiano, garantiu que a CPLP vai apoiar o Processo Eleitoral na Guiné-Bissau, sobretudo no que toca com o acompanhamento do processo.

Sublinhou que a CPLP vai enviar uma missão de observação para fiscalizar o acto eleitoral na Guiné-Bissau com a finalidade de garantir uma Eleição presidencial livre, justa e transparente.

“Existem alguns projectos da CPLP que podem apoiar a Guiné-Bissau no processo de realização de Eleições autárquicas, isto é, se a Guiné-Bissau veio a ter necessidade para tal”, informou o Secretário executivo.

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde está no país para uma visita de dois dias (13 e 14), e na sua agenda constam encontros com os ministros de Administração Territorial, do Interior, Presidente da República cessante, da Assembleia Nacional Popular, e da Comissão nacional de Eleições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *