PAIGC

A segunda vice-presidente do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), Maria Odete Semedo, disse esta sexta-feira, 14 de junho de 2019, que o PAIGC aguarda com a paciência de sempre a chamada do Presidente da República para apresentar o nome da figura indicada para desempenhar as funções do Primeiro-ministro.

A dirigente dos libertadores fez estas declarações à saída da audiência com o Presidente José Mário Vaz, que está a auscultar os seis partidos que detêm assento no Parlamento, designadamente: PAIGC, MADEM – G 15, PRS, APU-PDGB, UM e PND. 

“Primeiro disse que vai ouvir os partidos para no fim de tudo cumprir escrupulosamente o que está na lei. Estamos em crer que resta-nos aguardar com a paciência de sempre que ele nos chame enquanto o Partido que foi votado maioritariamente e que ganhou as eleições para apresentarmos o nome do Primeiro-ministro”, sublinhou.

A delegação dos libertadores, chefiada pela segunda vice-presidente, Maria Odete Semedo, integra igualmente Califa Seidi, terceiro vice-presidente e líder da bancada parlamentar, bem como o seu Secretário Permanente, Ali Hijazi.

Maria Odete Semedo revelou ainda que o Presidente José Mário Vaz lhes garantiu que vai seguir escrupulosamente o que a lei diz quanto à nomeação do Primeiro-ministro.  

“Disse-nos ainda que há vários rumores, mas ele está consciente das suas prerrogativas constitucionais, portanto é o que vai fazer, ou seja, não vai agir fora da lei”, reforçou.

Questionado se o Presidente da República já pediu ao PAIGC a indicação do nome para as funções do Primeiro-ministro, respondeu que o Chefe de Estado não lhes pediu um nome ainda, contudo garantiu-lhes que vai seguir os trâmites legais, passo a passo.

APU-PDGB

O segundo vice-presidente da Assembleia do Povo Unido – Partido Democrático da Guiné-Bissau (APU – PDGB), Armando Mango, exortou hoje o Presidente da República que indigite o novo Primeiro-ministro, de acordo com os resultados eleitorais de 10 de março. 

O político fez esta comunicação à saída da audiência com o Presidente da República, que está a auscultar os partidos políticos que detêm assento no Parlamento (PAIGC, MADEM-G15, APU-PDGB, UM e PND). A comitiva dos apuanos foi chefiada pelo seu líder, Nuno Gomes Nabian.

Armando Mango disse aos jornalistas que o seu partido concorda com as ascultações levadas a cabo pelo Chefe de Estado, contudo diz que é tarde tendo em conta que já se passaram 90 dias da realização das eleições legislativas.

“Esperamos que depois das auscultações dos partidos, indigite imediatamente o próximo Primeiro-ministro, nos termos da Constituição, ou seja, atendendo os resultados das últimas eleições legislativas”, assegurou o político.

APU-PDGB é quarta formação política e detém 5 assentos no Parlamento e firmou acordo parlamentar com o PAIGC.

PRS

O líder da bancada parlamentar do Partido da Renovação Social (PRS), Sola N’quilim Na Bitchita, apelou à imprensa guineense no sentido de ajudar para que a mesa da Assembleia Nacional Popular seja constituída, mediante uma informação que leve a opinião pública a perceber que o posto do primeiro-secretário da mesa do Parlamento pertence  aos renovadores.

Na Bitchita falava aos jornalistas à saída de uma audiência com o Presidente da República que chamou esta sexta-feira, 14 de junho de 2019, os partidos que detêm assento no parlamento para ouví-los sobre a situação política, bem como abordar a questão da nomeação do novo Primeiro-ministro que será indicado pelo partido vencedor das eleições legislativas de março.

A comitiva dos renovadores foi chefiada pelo líder do partido, Alberto Nambeia. Integrava igualmente Jorge Malú, um dos vice-presidentes, e o líder de bancada, Sola N’quilim Na Bitchita.

Na Bitchita revelou ainda aos jornalistas que foram chamados pelo Chefe de Estado para uma consulta no quadro constitucional.  

Questionado sobre a posição dos renovadores face à situação política atual, explicou que neste quadro de consultas nenhum partido pode ter uma posição, porque trata-se apenas de uma auscultação e neste sentido eles não podem ter nenhuma posição.

“Queremos apelar à imprensa no sentido de ajudar a fazer com que de fato, a mesa seja constituída da melhor forma possível, mediante uma informação que leve a opinião pública a perceber que o posto do primeiro secretário da mesa do parlamento pertence ao PRS “, contou.

MADEM-G15

O líder do Movimento para a Alternância Democrática (MADEM-G15), Braima Camará, reafirmou a posição do seu partido e defendeu a constituição efetiva e regular da Mesa da Assembleia Nacional Popular. Apoiando-se na Constituição guineense, Braima Camará lembra que a mesma recomenda que se faça constituição efetiva e regular da Mesa do Parlamento com base nos resultados eleitorais para que se possa preencher o princípio da representatividade.

Braima Camará, que se fazia acompanhar dos dirigentes do MADEM, fez estas constatações à saída de uma audiência com o Presidente da República, que ausculta hoje, 14 de junho de 2019, a seis formações políticas que detêm assento no Parlamento (PAIGC, MADEM-G 15, PRS, APU-PDGB, UM e PND).

“Apelamos a partir da Presidência da República a todos os atores políticos para agirem a favor dos interesses do povo para que o país possa sair de marasmo em que se encontra. É importante que haja uma conclusão legal de todo o processo de formação da mesa da ANP, à luz do regimento da Assembleia Nacional Popular, para que possamos entrar na efetividade das nossas funções enquanto parlamentares”, recomendou o Coordenador Nacional do MADEM.

O político diz acreditar ainda que, com o esforço desenvolvido pelo Chefe de Estado guineense, estarão para solucionar o impasse na ANP e em condições e dispostos doravante para assumirem as suas reponsabilidades. 

“O MADEM está disposto a colaborar para que possamos fazer, pela primeira vez na história da Guiné-Bissau, uma oposição construtiva e responsável”, prometeu para de seguida garantir que enquanto o líder da oposição, vai pautar-se pelo cumprimento escrupuloso das leis da República da Guiné-Bissau.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *