Termina, hoje (04-12), o ultimato dado pelo Porta-voz do colectivo dos partidos ao Chefe de Estado guineense.

O grupo exige a demissão da Ministra da Administração territorial, Ester Fernandes, o mais tardar até esta terça-feira, sob pena de abandonar o governo.

Sobre este assunto, fontes ligadas a PRS, garantem que, isto só vai acontecer, visto que a decisão tem que ser da Comissão Política Nacional, órgão superior do partido.

Ora, a reunião deste órgão só pode ser convocada pela iniciativa de mais de dois terços do seu membro ou ainda pela iniciativa do líder do PRS, que está ausente do país.

Daí que, segundo a fonte, as condições efectivas para abandonar o governo ainda não estão reunidas. 

Entretanto, o mesmo grupo de partidos políticos que contesta o processo eleitoral, interpôs ontem uma queixa-crime, no Ministério Público, contra a Ministra da Administração Territorial, por alegadas anomalias no registo de eleitores.

Isto, acontece um dia depois, ou seja hoje, três técnicos do GTAPE estão a ser ouvidos no Ministério Publico.

Trata-se de Mamadu Iaia Bari, Coordenador de Base de Dados do GTAPE, Bacar Sanha e Joio de Sá, ambos elementos de Base de Dados.  

A base de dados de GTAPE é constituída por onze elementos, mas apenas três estão a ser ouvidos no Ministério Publico.

E, no meio desta audição judicial, surge o Director-geral Interino do GTAPE que fala em mais de setecentos mil potenciais eleitores já recenseados.

Os dados foram revelados ontem após o encontro com Chefe de Estado.

Na ocasião, Cristiano Na Bitãm pede calma e serenidade a todos intervenientes no processo.

Já foram registados mais de setecentos mil potenciais eleitores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *